Nosso Distribuidor na Alemanha

 

 

Precisão

 

em

 

cada

 

detalhe

 

 

 

 

 

 

 © 2013
Rui Borges Turntables
design: Carla Borges


 

Yuska

A Yuska nasceu em 02 de Fevereiro de 2004, é uma cadelinha muito meiguinha. Os nossos vizinhos vieram pedir se podíamos ficar com ela, tinha 1,5 mês era uma bolinha muito peluda com uns olhos azuis vivos. Irresistível. Nós dissemos que não podíamos ficar com ela devido à nossa actividade profissional, pois ficar sozinha em casa todo o dia estava fora de questão, então ficou combinado ficarmos com ela até aparecer um dono. Passado sensivelmente duas semanas apareceu de facto alguém que ficava com ela, mas não conseguimos separar da Yuska e ela de nós, até nos deu um beijinho a pedir para ficar, (sentimento tão sincero que sentimos nas nossas vidas). Ia connosco todos os dias para loja de manhã e regressávamos a casa à noite. Todas as pessoas adoram a Yuska, é muito meiga, inteligente e comporta-se como uma verdadeira Lady. Os nossos clientes e amigos chamam-lhe "cadela gourmet", pois só gosta do que é bom e quando não está presente perguntam sempre por ela. É uma grande amiga nossa que faz parte da nossa família (Carla&Rui), está sempre connosco e farta-se de trabalhar.

  

 

A voz do Dono

A história da adopção deste símbolo é no mínimo curiosa...
No final do Século XIX (nos anos 90), morria Marc Barraud, um cenógrafo teatral. Ao irmão, o artista inglês Francis Barraud, deixou então um pequeno cão chamado Nipper e um fonógrafo. Conta-se que um certo dia ao colocar em funcionamento o dito fonógrafo, Francis terá notado o interesse que o mesmo despertava no pequeno animal e decidiu pintar esse fenómeno num quadro a que deu o singular nome de "his master voice": Tendo pintado um fonógrado da marca Edison-Bell, Barraud ter-se-á lembrado de levar o referido quadro a esta empresa com o intuito de o vender. A resposta que obteve foi um não peremptório: "os cães não ouvem fonógrafos". Foi-lhe então sugerido uma actualização do quadro, substituindo o fonógrafo pelo último modelo de um gramofone. Tendo pedido um gramofone emprestado à Gramophone Company de Londres, para servir de modelo, Barraud decidiu mostrar o quadro final ao dirigente desta empresa, William Barry Owen, que imediatamente lhe comprou o quadro e todos os direitos inerentes. O negócio fechou-se em 15 de Setembro de 1899, por 100 libras. [Francis Barraud e um dos muitos quadros de "His Master's Voice"] E é assim que o pequeno Nipper substitui o antigo emblema desta empresa e a partir de 1900 é adoptado como imagem de marca nos EUA e, posteriormente, na Europa. Resta referir que o quadro original de Barraud encontra-se actualmente exposto em Hayes (Middlesex), nos esxcritórios da EMI, a sucessora da Gramophone Company. E quanto a Nipper ficou para sempre o cão mais famoso da história, muito antes da Lassie.